fbpx

Dia 11 e 12 de março de 2017.
Grupo Cachorro do Mato de Joinville realizam atividade em Alfredo Wagner, na Pedra Branca.

Escrito por Renan.

Um final de semana aguardado com muita ansiedade por todos os participantes, inclusive os guias, pois estava por vir a nossa primeira guiada do ano, abrindo  assim a temporada de montanha 2017!

Grupo sensacional!!

Pegamos um final de semana de transição de tempo, entrada da primeira massa de ar fria do ano, muitas nuvens impediam a visualização do horizonte no alto da montanha e perdemos visibilidade por conta disto. Mas nem isso tirou a animação da turma que curtiu muito esta aventura no cume da pedra branca, com direito a chuva na descida da trilha! Pura emoção!

Conforme o itinerário proposto, o grupo foi chegando no sábado entre as 12h e 13:30hrs no Restaurante Salto das Águas, após o almoço todo o grupo foi convidado para um passeio no Parque Aquático Salto das Águas até as 15hrs, horário combinado para sair em comboio com destino a Pedra Branca, distante 22km.

Alex e Marcus no Bote Pirata!

Fizemos um rápido passeio pelos principais toboáguas do parque e todos aproveitaram para conhecer as atrações.

Grupo GCM na Águia da Montanha!

Após muita diversão no Parque Aquático é hora de partir para o interior da comunidade da Pedra Branca de Alfredo Wagner.

A caminho!

No caminho fizemos uma parada para apreciar a vista oeste da Pedra Branca e visualizar de longe o Pinheiro de Pedra.

Face oeste da Pedra Branca

Este local é um mirante, local privilegiado para observar a serra, um bom binóculos seria ótimo aqui!

Paradinha básica para ver alguns pontos de interesse

Chegando no nosso acampamento base por volta das 16:00 horas tivemos tempo suficiente para montar as barracas e ir fazer uma pequena caminhada até algumas cachoeiras!

Descemos um forte morro, rumo ao leito do rio, chegamos primeiro a cachoeira do poço fundo, poço com 8 metros de profundidade, mas não seria aqui o local para nos banhar.

Cachoeira do Poço Fundo

Descendo mais um pouco, seguimos para a Cachoeira da Cascata, uma bela queda de águas geladas e cristalinas!

Esticando as pernas para a caminhada de amanhã!

Continuamos descendo pelo pasto até chegar ao rio da Pedra Branca, onde levei o grupo para conhecer um dos locais de banho, nas águas da cascata!

Cachoeira de águas geladas e cristalinas

Bons momentos de descontração e contato direto com a natureza!

Após a foto começamos a retornar, hora de subir o morro até o acampamento!

Apresentando a Pedra Branca ao #GCM

Após retornar da trilha já estávamos famintos, e ao chegar ao rancho, uma boa surpresa para a turma: A carne já estava no fogo, e o vinho gelado! 🙂

No camping, roda de amigos, boas histórias e muitas piadas!

Depois de uma divertida noite na montanha fomos descansar para acordar cedo no domingo e caminhar os 15km do circuito da Pedra Branca.

Ainda era escuro quando acordamos para se preparar o café da manhã e a turma desmontar acampamento.

Preparados para a trilha?

A previsão do tempo que já não era muito animadora se concretizou, amanheceu com tempo fechado, neblina tapando as serras e muito vento, mas nem isso estragou a animação do grupo, que seguiram todo o caminho felizes e aproveitaram muito o roteiro.

Instantes antes de partir

Como saímos cedo, e o grupo seguiu num ritmo bom chegamos por volta das 8:40 aos campos de altitude, porém tinha muito neblina, são se conseguia enxergar muito longe, nessas condições a navegação fica bastante prejudicada.

Seguimos em meio a neblina até o topo, a cerca de 1.660 mts, assinamos o Livro de Cume, onde também fizemos uma parada.

Após assinar o livro, começamos a descer em direção ao incrível perau branco, onde felizmente tivemos uma boa abertura no tempo possibilitando a visão do vale.

Os 250 metros de parede vertical causam vertigem aos menos acostumados!

Turma reunida na borda do Perau Branco!

Como estava ventando bastante a cachoeira estava “invertida”, todo o grupo ficou impressionado com o curioso fenômeno!

Após uma longa pausa no perau branco seguimos caminho, rumo ao “facão” onde começa a trilha de descida.

Cachoeira Invertida vista de baixo. Foto: Alex Wisnieski

 

ATENÇÃO:

Para fazer este tipo de aventura, escolha apenas GUIAS que tenham autorização de entrada na área a ser visitada e com experiência no lugar.

– Não se arrisque tentando fazer esta caminhada sem conhecer a região.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: