fbpx

Saímos às 6h da manhã do hostel em Copacabana. Nos dirigimos a rodoviária novo rio, compramos a passagem para Teresópolis, foram cerca de 1 hora de viajem até chegar lá, pedimos ao motorista do ônibus parar em frente à entrada do Parque Nacional Serra dos Órgãos.

Chegando em frente a bilheteria , mostramos nosso comprovante de ingresso pago. Saiba mais onde você pode conseguir nesse site: http://www.parnaso.tur.br/ingresso/

Ainda nessa página, você confere todas as especificações, como horários de entrada e saída e pacotes com guias de turismo.

Na entrada do parque há um trajeto de aclive  que pode ser feita de carro, no caminho tem algumas placas indicando trilhas mais leves.  São uns 9 km até o começo da trilha da Pedra do Sino, como fomos de ônibus, iriamos ter que subir tudo a pé. Na hora que estávamos na bilheteria trocamos uma ideia com um moço, que não recordo o nome agora, mas ele estava indo fazer a trilha, como treinamento para alta montanha, foi super bacana e deu carona para nós até lá em cima, salvou a gente, pois seria mais tempo perdido.

A Pedra do sino é o ponto cuminante da Serra dos Órgãos, está entre as montanhas mais altas do Brasil com 2.275 mts de altitude. A trilha apesar de ser longa, ela é bem tranquila de fazer. O trajeto é bem aberto devido ao grande fluxo de trilheiros que passam por ali diariamente, mas tudo com um certo controle. Existem 4 abrigos,  sendo que apenas 2 estão em funcionamento. No caminho após 1 hora, em meio a mata atlântica, ao curioso som de aves diferentes, chegamos na cachoeira Véu da Noiva.  A unica bifurcação, aparece em um campinho mais aberto, onde é chamado de abrigo 3, que é um Camping de emergência, naquele ponto, foi onde pegamos a esquerda.

Quando chegamos no abrigo 4, já com nossa reserva antecipada através do site, ficamos no bivaque que fica no segundo andar. Para quem não conhece é um cômodo onde você monta seu isolante térmico e saco de dormir, sem precisar armar a barraca. No primeiro andar, é disponibilizado uma cozinha, banheiro e tem quartos com beliches, no gramado à frente fora do abrigo também é Camping, todos com preços diferenciados que estão disponíveis no site para reserva. Há sempre 2 monitores, um cuida do abrigo e outro faz a manutenção das trilhas.

Como chegamos tarde, já estava tudo nublado decidimos fazer um rango e dormir para acordar cedo e ver o nascer do Sol.

De manhã não perdemos tempo e nos dirigimos para a pedra. Esse foi o grande espetáculo: A paisagem era de tirar o fôlego, no cume mais alto em que o Casal na Montanha já esteve. Chorei de emoção. Era extremamente lindo a vista lá de cima.  O sol ia apontando e as cores iam se intensificando a cada minuto, fizemos o alongamento da saudação ao sol algumas vezes, para agradecer o dia que estava começando.

0° no cume! Pedra do Sino

Com certeza, uma das viagens que ficarão guardadas pra sempre em nosso coração. Existe também uma travessia Petrópolis x Teresópollis que geralmente começa pelo lado mais difícil em que não pegamos, que tem maior dificuldade, onde teria os abrigos 1 e 2. Porém ficará para uma próxima, com o roteiro planejado para 4 dias.  Essa caminhada instigou-me a voltar e fazer essa destemida travessia em que já li muitos relatos.

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: